Arquivos de Abril, 2010

Hambúrguer

Hambúrguer é uma palavra com pelo menos dois significados. O primeiro é de um bife arredondado constituído de carne picada. O segundo é de um sanduíche, formado por pães arredondados recheado com esse bife, acrescido de condimentos, alface e tomate, dentre outros possíveis ingredientes. O termo vem da palavra americana hamburger, carinhosamente apelidado também de burger para simplificar. Aliás, quando o sanduíche leva queijo na receita, é algumas vezes denominado cheeseburger.

A origem não poderia ser outra que não a americana. Porém, o nome passa uma impressão de origem Alemã. Derivado do nome de uma cidade na Alemanha, o termo significa um morador de Hamburgo, a segunda maior daquele país. Burg vem de burgo, ou seja, casa nobre ou aldeia; na região norte da Alemanha, em que a cidade de Hamburgo está localizada, o termo indica castelo. Portanto Bürguer, no original, significa um morador de castelo.

Usar o termo de moradores de um cidade para designar determinadas receitas ou ingredientes é bastante comum, veja por exemplo os termos Mostarda Dijon, Salsicha Viena e  Pizza Napolitana. Porém, no caso do hambúrguer, essa é uma falsa impressão. Não há dúvidas de que o bife de carne moída teve sua origem nos Estados Unidos. Algumas fontes indicam que o termo surgiu por que o inventor era um imigrante alemão vindo de Hamburgo.

Existem algumas pessoas que são atribuídas como inventores do hambúrguer. E como muitas outras criações culinárias, fica difícil precisar o real autor. Apesar disso, os autores do pão arredondado e do cheeseburger são designados sem muita controvérsia. O primeiro teria sido inventado pelo fundador do restaurante White Castle em Wichita no Kansas. Já o segundo, teria sido criado por Lionel Sternberger de 16 anos, quando grelhava um hambúrguer no restaurante do pai dele, em Pasadena na Califórnia, e resolveu colocar uma fatia de queijo sobre a carne.

A história mais popular sobre a criação do Hambúrguer é de que Fletch Davis o teria criado em Athens (Atenas em português)  no Texas. O velho Dave, como era conhecido, teria decidido criar algo novo a partir de carne moída e usado para rechear pães torrados. Essa história que é também a aceita e divulgada pelo McDonalds®, atualmente o maior vendedor de hambúrgueres do mundo,  diz que old Dave vendia por volta de 1880 os sanduíches em seu restaurante e teria levado a iguaria para conhecimento de um público maior na feira mundial de Saint Louis, Missouri de 1904.

Só para complicar um pouco mais, um artigo da BBC de maio de 2003 afirma que os Tártaros já comiam bolo de carne com pão na era Medieval. Essa seria a origem mais remota, apesar do fato de que os Tártaros comiam essa carne crua, o que deu origem ao famoso bife tartar. Mas essa é outra história.

Abaixo apresento as duas receitas: do bife de carne moída e do sanduíche. Claro que para a segunda, muitas variações adicionais são possíveis. Talvez as mais frequentes sejam a adição de bacon, cebolas e picles. O bife de hambúrguer pode ser preparado em chapas, frigideiras ou grelhas. Sugiro usar o George Foreman® Grill, que faz um hambúrguer delicioso e com menos gordura. Bom proveito!

Receita de Hambúrguer (mp3 / pdf)
(serve 6 pessoas)

Ingredientes

  • 600g de guisado
  • 1 cebola média, picada
  • 1 colher de sopa de cebolinha, picada
  • 2 colheres de sopa de salsa, picada
  • ½ xícara de miolo de pão, embebido em leite
  • 2 colheres de sopa de cachaça
  • 2 colheres de chá de sal
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva, extravirgem
  • quanto basta de pimenta do reino

Para os Sanduíches:

  • 6 pães cervejinha
  • 12 folhas de alface americano
  • 2 tomates, cortados em rodela
  • 6 fatias de queijo lanche
  • quanto basta de maionese
  • quanto basta de mostarda
  • quanto basta de ketchup

Modo de Preparo

Pique a cebola, a salsa e a cebolinha. Misture ao guisado. Adicione o pão embebido em leite, a cachaça, o azeite, o sal e a pimenta. Misture tudo. Divida em 6 partes e modele em formato de hambúrguer. Enrole em papel filme e coloque no freezer por cerca de 15 minutos.

Frite ou grelhe o hambúrger. Se for usar o George Foreman® Grill, deixe o hambúrguer grelhar por cerca de 4 minutos de cada lado, após aquecido.

Preparo dos Sanduíches

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Desligue o forno. Deixe os pães aquecer, no forno desligado, enquanto o hambúrguer é preparado. Para fazer cada sanduíche, abra o pão, espalhe maionese, coloque o alface e o tomate. Depois, ponha o hambúrguer e cubra com a fatia de queijo. Tempere com mostarda e ketchup a gosto.

Brownie

O Brownie é uma receita tipicamente americana. Muito apreciado naquele país, teve sua primeira receita, como conhecemos hoje, publicada em um livro de Fannie Merritt Farmer, em 1906, entitulado The Boston Cooking School Cook Book. Uma versão anterior do livro, de 1896, já trazia uma receita de brownie, porém bem diferente, mais parecida com um docinho do que com um bolo.

A origem desse bolo a base de chocolate e nozes é um tanto quanto controvérsia. Enquanto alguns citam a Fannie Farmer como a criadora, outros dizem que o brownie surgiu em 1893 durante a Columbian Exposition em Chicago. Porém, essa receita é um pouco diferente dos brownies que conhecemos hoje, pois era feita com uma cobertura a base de damasco. Essa primeira aparição foi criada pelo chef de um dos hotéis da cidade, o Palmer House Hotel, que serve até hoje a receita original com damasco e tudo.

O nome “brownie” foi uma homenagem a um popular personagem de Palmer Cox, publicado em revistas e livros durante o final do século 19 e início do século 20. O Brownie foi um personagem bastante famoso em seu tempo em ilustrações feitas para crianças. o personagem era um elfo que realizava muitas brincadeiras inofensivas.

Por volta de 1920, o Brownie já era bem popular nos EUA. Formado por densos quadrados de chocolate com nozes, os bolos se espalharam pelo mundo e hoje são praticamente ubíquos. Como tudo que se populariza, diversas “versões” foram criadas, contendo caramelo, menta, frutas e diversas variedades de nozes e castanhas.

A versão que apresento aqui é fiel aquela popularmente encontrada. Basicamente contém chocolate e nozes, além dos ingredientes para a massa. Usei a noz tradicional, mas a receita fica muito gostosa também com noz pecã, nozes misturadas com castanhas do Pará e com amêndoas. Muito prática de fazer, fica fácil experimentar a original e suas variações. Não esqueça de sempre dar uma esquentada no brownie antes de comer. Sirva puro ou com sorvete.

Receita de Brownie (mp3/pdf)
(serve 10 pessoas)

Ingredientes

  • 170 gr de chocolate meio-amargo
  • 150 gr de manteiga
  • 4 ovos grandes
  • 300 gr de açúcar
  • 140 gr de farinha de trigo
  • 20 gr de cacau em pó
  • 2 gr de sal
  • 100 gr de nozes, cortadas em pedaços
  • quanto basta de açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Modo de Preparo

Derreta em banho maria o chocolate, já cortado em pedaços, com a manteiga, cortada em 5 partes. Não deixe a água do banho maria ferver, use fogo médio. Reserve.

Em uma batedeira adicione os ovos e o açúcar. Bata tudo em velocidade baixa. Quando estiver tudo bem misturado, adicione o chocolate derretido com a manteiga. Bata mais um pouco até a cor ficar uniforme. Adicione a farinha, o cacau e o sal e bata novamente. Retire da batedeira e misture as nozes picadas.

Unte uma forma retangular de cerca de 30 x 20 cm e coloque papel manteiga no fundo. Cubra com a massa de chocolate e bata na mesa para uniformizar. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 30 minutos.

Após retirar do forno, deixe esfriar por cerca de 10 minutos, desenforme e corte em retângulos de 6 x 5 cm. Polvilhe com açúcar de confeiteiro peneirado.