Pão Australiano

Pão AustralianoO pão australiano é realmente uma delícia. Para falar a verdade, não sei se comem esse pão na Austrália; quem o torna popular é a famosa cadeia de restaurantes Outback Steakhouse®. Quem nunca foi ao restaurante, está perdendo uma refeição deliciosa. Especializado em bifes (ou steaks no original), e com temática australiana, o restaurante serve como entrada um delicioso pão.

O segredo da receita dessa delícia é guardado a 7 chaves. Uma simples procura no google por “Pão Australiano”, “Pão Outback”, “Outback bread”, “Aussi bread” e assim por diante, gera milhares de links. Existem diversas versões da receita disponíveis na rede, com ingredientes variados. Nós do ChefRS fizemos vários testes, modificando e adaptando diversas receitas nas últimas semanas e, ao que parece, chegamos em uma versão satisfatória.

Fatia de Pão AustralianoO pão tem uma cor escura e um sabor adocicado. A cor escura vem da farinha integral e o adocicado de melado ou mel. Optamos pelo mel. Achamos que o sabor fica melhor. Alguns blogs indicam que para obter a cor real, ou seja, aquela do verdadeiro pão servido no restaurante, deve-se adicionar corantes. Realmente o pão produzido pela receita abaixo não é tão escuro como o servido no Outback.

Abaixo a receita, também em formato mp3 e pdf. Existem três formas de prepara-la:

  1. De maneira totalmente manual, usando forno convencional;
  2. Bater a massa na máquina de pão e depois assar em forno convencional;
  3. Totalmente feita na máquina de pão.

Pães AustralianosAs opções 1 e 2 geram pães mais gostosos, eles ficam com uma consistência mais parecida com a original. Sem contar que a apresentação fica muito melhor, fato que pode ser constatado pelas fotos do post. Porém, a opção 3 é muito mais prática. Gera aquele pão retangular tradicional das máquinas e com um furo embaixo, causado pelo misturador. A consistência dessa versão fica muito semelhante a de outros pães feitos em máquinas de pão, tais como pão integral ou pão d’água.

Vamos a receita com as três variações. De qualquer jeito fica a recomendação para visitar o Outback. Além do delicioso pão, recomendo a exclusiva Blooming Onion® e o maravilhoso Ribs on the Barbie.

Receita de Pão Australiano (mp3pdf)

Ingredientes

  • 1 e ¼ xícaras de água morna
  • 2 colheres de sopa de margarina
  • ¼ de xícara de mel
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de farinha de centeio
  • 1 colher de sopa de chocolate em pó
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • ½ colher de chá de sal
  • 2 colheres de chá de fermento biológico seco instantâneo
  • quanto basta fubá

Modos de Preparo

A. Preparo Manual

1. Em uma superfície plana, preferencialmente de mármore ou granito, despeje as farinhas (trigo, trigo integral e centeio), o chocolate, o sal e o açúcar mascavo. Abra um buraco no meio e acrescente um pouco de água morna. Misture e vá repetindo o processo até a água acabar. Ao final, misture a margarina, o mel e o fermento. O processo gera uma massa uniforme e macia. Deixe descansar por uma hora em temperatura de cerca de 35ºC.

Massa do Pão Australiano

2. Modele os pães conforme desejado. Pode ser dividido em duas partes e assado em formas de pão ou em porções menores. Por exemplo, 6 pãezinhos de cerca de 12cm por 5cm. Pouvilhe os pães com fubá. Coloque-os em uma ou mais assadeiras untadas, cubra com um pano e deixe descansar até dobrar de tamanho (cerca de 1 hora).

massa antes do segundo crescimentomassa depois do segundo crescimento

3. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Leve os pães crescidos para o forno e deixe assar até dourar (cerca de 35/40 minutos). Tire do forno e deixe esfriar por 15 minutos. Sirva com manteiga.

B. Preparo da Massa na Máquina de Pão, Assado no forno convencional

1. Coloque todos os ingredientes com exceção do fubá na máquina de pão. É recomendado que a ordem dos ingredientes seja seguida, ou seja, começar pela água morna e terminar pelo fermento. Ligue no ciclo “Massa” e deixe até o processo terminar. O ciclo geralmente dura 1 hora e 30 minutos.

2. Retire da bandeja da máquina de pão e realize o passo 2 do preparo manual.

3. Idem ao passo 3 do preparo manual.

C. Preparo Total na Máquina de Pão

Coloque todos os ingredientes com exceção do fubá na máquina de pão. É recomendado que a ordem dos ingredientes seja seguida, ou seja, começar pela água morna e terminar pelo fermento. Programe a máquina de pão da seguinte forma: ciclo – normal, quantidade de massa – I e cor – média. Quando estiver pronto é só servir.

Observações

  • O modo de preparo C não utiliza o fubá;
  • O preparo na máquina de pão pela primeira vez deve ser acompanhado. Observe que a massa, após batida, fique no formato de uma bola, não grudando nas paredes da bandeja e totalmente uniforme. Pequenas variações de máquinas ou de temperatura podem fazer com que isso não aconteça. Se ficar grudando nas paredes da bandeja, adicione mais farinha. Se não ficar uniforme (massa muito dura) adicione mais água morna. A princípio, a receita do post funciona bem em grande parte das máquinas de pão;
  • É importante que o fermento seja novo e que não esteja aberto (fermento arejado não funciona). O ideal é comprar um saquinho no supermercado especificamente para a receita;
  • O fermento deve ser do tipo “seco instantâneo”. Isso não é o mesmo que somente “seco”;
  • Se a temperatura ambiente for mais baixa que 24ºC, aproxime o pão de um local mais quente (fogão, estufa, etc.) para obter a temperatura ideal.

77 Comentários até agora »

  1.  

    biadan disse

    18 janeiro, 2012 @ 12:17

    olá alguem pode me dizer se o melhorador de farinha funciona e onde posso comprar sou maluca por receitas de pães sabe ja sou vovó e a uns 10 anos atrás fazia pães maravilhosos hoje pego as mesmas receitas faço da mesma maneira mas dificilmente da certo. beijos e obrigadu.

  2.  

    Robert disse

    4 fevereiro, 2012 @ 11:43

    Nunca comi no Outback, mas aqui perto de casa tem uma panificadora que vende pão australiano (mas cobra os olhos da cara por ele). Já tem um tempo que compro no Supermercado Pão de Açúcar e o pãozinho deles é super bom, melhor até que o que a tal panificadora vende por um preço absurdo.

  3.  

    Isabela disse

    4 março, 2012 @ 16:59

    Olá pessoal, fiz tudo de acordo, na mão mesmo, sem maquina. Ficou ótimo !! Todos aqui em casa adoraram!

  4.  

    Isabela disse

    4 março, 2012 @ 17:02

    Olá pessoal, fiz tudo de acordo, na mão mesmo, sem maquina. Ficou ótimo !! Todos aqui em casa adoraram! Não ficou tão macio qto do Outback, mas ficou muito bom tb!

  5.  

    Brine disse

    12 março, 2012 @ 14:25

    Olá… o pão do outback realmente é uma delicia, mas acho que aquele cremezinho que eles servem junto também faz toda diferença.. alguém sabe o que é?

  6.  

    Verônica disse

    16 março, 2012 @ 09:13

    Receita tentadora…. vou fazer por esses dias

  7.  

    Fernanda disse

    9 abril, 2012 @ 22:17

    Ainda nao fiz a receita mas sera a proxima da minha lista. Para o problema do aroma de mel, quem sabe se acrescentarmos essência de mel além do mel propriamente dito??? Vou tentar e falo aqui pra vcs. Obrigada pela receita!!!

  8.  

    Carolina disse

    3 maio, 2012 @ 09:38

    Será que a receita não vai um pouquinho de cravo moido para dar o “cheiro gostoso”?????

  9.  

    Ju disse

    6 maio, 2012 @ 22:15

    O segredo da cor é cacau, e a receita da fleischmann fica bem parecida.

  10.  

    Fabiana disse

    22 maio, 2012 @ 16:56

    Olhá Chefs!
    Vocês já tentaram fazer alguma versão com cerveja preta? Acho que pode chegar à coloração que almejam. 🙂

  11.  

    Letícia Guidi disse

    24 maio, 2012 @ 15:54

    A manteiga deve ser batida com água gelada para ficar branquinha e aerada..

  12.  

    Leticia disse

    4 agosto, 2012 @ 16:31

    Gostaria de sáb Er se posso preparar a massa de manha, e assar a noite!
    Obrigada

  13.  

    Elisabete disse

    12 agosto, 2012 @ 22:53

    Boa noite! Hoje eu e o meu esposo fomos testar esta receita. Primeiro: a massa não ficou em com uma textura macia, ao invés disso ficou parido com uma cola, foi necessário adicionar mais farinha de trigo. Segundo: após uma hora à 24 graus a massa não cresceu. Mas continuamos o preparo do pão mesmo assim. Fizemos os pãezinhos pois não temos a forma apropriada. E, após mais 1 hora, eles continuaram do mesmo tamanho. Tentaremos fazer de novo. Detalhe: não utilizamos farinha de centeio pois não achamos prá colocar. A quantidade de farinha de centeio que era prá ser colocado, colocamos de farinha integral. Estou pensando em colocar farinha de trigo no lugar da próxima vez. Pergunto: O que será que fizemos de errado para a massa não ter ficado macia e sim parecido com uma cola? Abraços.

  14.  

    Jerusa Souza disse

    27 novembro, 2012 @ 13:22

    Só acertei na qualidade e sabor desse pão na 3a. tentativa. A receita que eu achei na WEB usava cacau em pó ao invés de chocolate em pó. Usei o cacau em pó da marca “Mãe Terra” e a cor ficou igual ao do pão do Outback.
    Sei porque o pão ficou duro nas minhas 2 tentativas anteriores: o fermento biológico seco (granulado)tem que ser misturado junto com as farinhas, o açúcar e o cacau.Depois vem a água morna, amassa bem, depois a manteiga ou margarina,o mel e o sal tem que ser o último de todos, pois atrapalha na fermentação, cfe embalagem do fermento fleischmann. Quanto mais mole ficar a massa, mais o pão ficará leve e macio.
    A única coisa que ficou diferente foi o aroma de mel, acho que o Outback usa o mel e essência artificial de mel para realçar o aroma.

  15.  

    Ana Paula disse

    27 novembro, 2012 @ 13:26

    Amei essa receita! Vou fazer!

  16.  

    Guilherme disse

    8 fevereiro, 2013 @ 18:51

    Testei a receita hoje. Não usei o corante e, por isso, aumentei um pouco aquáticas de chocolate. Mesmo assim ele ficou mais claro. Eu não achei a farinha de de centeio e acabei substituindo por uma farinha própria para pão de milho. A massa realmente é meio molenga e eu achei que não ia dar certo. No final, consegui um pão muito bom, fofimho, contextura bem próxima à do restaurante e ainda melhor do que a da Fleischman, que já tinha feito outras vezes. Vou repetir, certamente. Apena acho que colocarei mais sal. Ah! Eu fiz toda ela na máquina de pão.

  17.  

    Carol disse

    25 junho, 2014 @ 11:06

    Olá,
    Gostaria de saber se posso substituir a farinha de trigo branca pela farinha integral.

    Obrigada, Carol

  18.  

    admin disse

    25 junho, 2014 @ 11:09

    Oi Carol,
    na receita coloco 1 xícara de farinha integral e duas de farinha branca. Creio que poderias usar 2 xícaras de integral, mas eu manteria uma xícara de farinha branca. Caso contrário o pão pode ficar muito duro.
    Nos avisa como ficou o pão com a mudança.
    Obrigado por acessar o ChefRS.

    Abraço,
    Cristiano

  19.  

    Selma Campos disse

    10 novembro, 2014 @ 23:15

    Fiz a receita substituindo a farinha de centeio pela de trigo e o açúcar mas cavo pelo demorará. Bati a massa na maquina no ciclo indicado durante 1 hora e meia. A massa ficou com uma consistência cremosa e macia. Polvilhei com farinha de rosca e estou esperando crescer para assar. Tive que substituir os ingredientes pois não tinha os mesmos. Postarei mais tarde o resultado. O aroma está ótimo.

  20.  

    Selma Campos disse

    11 novembro, 2014 @ 06:54

    Fiz o pão conforme o modo 2. Substitui a farinha de centeio por trigo normal e o açúcar mascavo por demerara. A massa ficou bem mole. Segui a receita Até o final. Valeu a pena. O pão cresceu e ficou delicioso com uma textura bem macia. Recomendo muiiito

  21.  

    Sandra Matos disse

    15 novembro, 2014 @ 23:27

    Gostaria de obter uma receita que mistura pão árabe e pão australiano. Comprei na padaria perto da minha casa. Veja bem não é o pão australiano no formato do árabe, eu faço pão árabe, ele faz aquela divisão e foi esse que comi. Uma delícia. Alguém pode me ajudar. Obrigada.

  22.  

    Gilmar disse

    18 maio, 2015 @ 18:08

    Olá, pessoal
    Não fiz a receita publicada, mas sugiro alguns ajustes: substituam o chocolate em pó por cacau (pode até dobrar a medida); a quantidade de mel está ok, mas acrescentem uma colher a mais de açúcar mascavo. Façam isso e depois comentem o resultado.

    🙂

  23.  

    Mônica disse

    22 setembro, 2015 @ 07:55

    Esse pão é realmente muito bom…fiz uma vez e ficou bom mas acho que deixei muito tempo no forio e ficou um pouco mais durinho…fiz ele novamente ontem mas com algumas alterações…coloquei melado e um pouco mais de açúcar mascavo além de ter acrescentado o fermento junto aos ingredientes secos…deixei exatamente 40 min no forno a 180° depois desliguei e deixei ele no forno até hoje de manhã …ficou delicioso e bem fofinho…

  24.  

    iraci disse

    31 janeiro, 2016 @ 17:58

    Fiz a primeira opção
    Ficou ótimo, obrigada

  25.  

    Rafael Santos disse

    6 fevereiro, 2016 @ 03:10

    ótima receita estão de parabéns gostei.

  26.  

    Emerson disse

    5 março, 2016 @ 10:23

    Para essa receita não é necessário fazer a esponja primeiro? Será que isso pode deixar o pão mais macio ainda?

  27.  

    sandra disse

    1 junho, 2016 @ 21:06

    quando for fazer essa delicia coloquem para cada 1k de fanha 1 colher das de cafe de bicarbonato de sódio…..

RSS dos Comentários · TrackBack URI

Deixe um comentário

Nome: (Obrigatório)

E-mail: (Obrigatório)

Website:

Comentário: